A célula animal, de forma geral, é composta por três partes básicas: membrana plasmática, citoplasma e núcleo.

Membrana Plasmática
A membrana plasmática, também chamada de membrana citoplasmática ou plasmalema, é uma camada fina que reveste a célula. Ela é composta por proteínas (enzimas, glicoproteínas, clatrina e antígenos) e lipídios (glicolipídeos, colesterol e fosfolipídios).
A membrana é responsável pelo transporte celular, controlando a entrada e a saída de substâncias intra e extracelulares. O transporte pode acontecer de maneira ativa, com o deslocamento de substâncias do meio mais concentrado para o menos concentrado. Enquanto no transporte passivo acontece o oposto.
Citoplasma
O citoplasma é uma estrutura complexa que abriga as organelas membranosas e o núcleo celular. Ele é responsável pelo armazenamento de substâncias químicas fundamentais para a manutenção da vida, além de auxiliar no processo de respiração celular.
As organelas membranosas atuam como pequenos órgãos da célula e realizam diferentes funções como a respiração, nutrição, secreção, etc. Confira as principais características de cada uma:
• Mitocôndrias: organelas que possuem material genético próprio e responsáveis pela respiração celular e produção de energia;
• Ribossomos: responsáveis pela síntese proteica, ou seja, eles formam proteínas dentro do citoplasma da célula;
• Complexo de Golgi: organela encarregada pela modificação, armazenamento e exportação das proteínas sintetizadas no retículo endoplasmático;
• Lisossomos: produzidos no complexo de Golgi, eles realizam a digestão celular;
• Retículo endoplasmático liso: responsável pela produção de lipídios e de esteroides que irão formar a membrana plástica;
• Retículo endoplasmático rugoso: composto por ribossomos em sua superfície, essa organela realiza a síntese proteica;
• Peroxissomos: realizam a oxidação de ácidos graxos, atuando no processo de desintoxicação das células;
• Centríolos: atuam na divisão celular (mitose e meiose) e produzem cílios e flagelos (necessário para movimentação do espermatozoide);
• Vacúolos: organelas responsáveis pela reserva energética e o armazenamento de substâncias;
• Citoesqueleto: auxilia na formação e sustentação das células.

Núcleo

Presente somente na célula animal eucariótica, o núcleo geralmente possui um formato esférico e abriga o material genético do organismo (DNA e RNA). Deste modo, ele funciona como um centro de comando das atividades celulares.
Na maioria dos casos, as células possuem apenas um núcleo. Porém há outros casos como as células das fibras musculares – que formam o tecido muscular estriado esquelético- que possuem mais de um núcleo (multinuclear) e as hemácias, células do sangue, que não possuem núcleo (anucleadas).

Tipos de célula animal

Comumente se pensa que toda célula animal é igual, o que é errado! Pois cada uma possui uma função no organismo dos seres vivos. Confira abaixo alguns tipos de células:
• Neurônios: são células que compõem o sistema nervoso e responsáveis por guiar, receber e transmitir os impulsos nervosos através do corpo;
• Hepatócitos: são células responsáveis pelas funções biológicas do fígado como a metabolização de substâncias, produção da bílis e conversão de compostos não-glícidos em glicose;
• Osteoclastos: células multinucleadas (vários núcleos) encontradas nos ossos e responsáveis pela reabsorção e remodelação do tecido ósseo;
• Hemácias: também conhecidas como glóbulos vermelhos ou eritrócitos, essas células são encontradas no sangue e auxiliam no transporte de oxigênio;
• Óvulo e espermatozoide: os gametas masculinos são chamados de espermatozoides e os gametas femininos são chamados de óvulos. A união dessas células sexuais, por fecundação, dá origem ao zigoto;
• Células-tronco: também chamadas de células base, elas são capazes de se transformar em qualquer célula do corpo e multiplicar-se várias vezes.